Imagem capa - Gente deixa eu contar uma coisa boa: FUI DEMITIDO por Ton Prans
Ton

Gente deixa eu contar uma coisa boa: FUI DEMITIDO


Antes de explicar esse título, preciso falar um pouco sobre mim.

Eu tive uma fase bem pesada na minha vida… e nem estou falando das gorduras acumuladas do pastel não. Fiquei bem doente por um tempo, fase que me trouxe bastante sofrimento, mas principalmente muitos aprendizados.


Entre eles um que me moveu até este exato momento:

Sentado em um quarto de hospital a gente pensa muito na vida e uma das coisas que me lembro bem de ter pensado foi: tenho passado parte da minha vida fazendo coisas que não quero, coisas que não sei fazer bem, coisas queNÃO FUI CHAMADO PARA FAZER… não quero passar o resto dela da mesma maneira.


Chamado? Sim… esse assunto rende um bom diálogo, mas se você me conhece, sabe que sou cheio de teorias sobre a vida, uma delas é a de que: toda pessoa foi chamada para um propósito. Ignore por enquanto o “chamado por quem”… Deus, genética, aliens, Hogwarts ou Obi Wan… não importa agora. Mas a ideia é de que no decorrer da vida a gente adquire ou nasce com o desejo de fazer algo… algo que fará diferença para os outros e para nós. E para mim é em busca disso que devemos tentar lutar e alcançar na vida. Não falo de ficar rico, famoso ou nada superficial assim, mas de algo que você se sinta parte, se sinta útil, se sinta cumprindo um propósito.

Bom, continuando…


Nesse momento em minha vida eu decidi que se saísse daquela situação, mudaria algumas coisas… e aqui, estranhamente entra a FOTOGRAFIA.

A fotografia sempre foi aquela paixão enrustida e distante… tipo a minha pela Gal Gadot (perdão Cacau é uma piada tá?).

Eu queria fazer algo que eu fizesse com prazer, algo que fosse mais que apenas meu trabalho, que me permitisse ser útil aos outros, que me permitisse realizar coisas secundárias e outros propósitos em minha vida, algo que talvez eu saiba fazer (de verdade ainda não sinto que eu realmente sei)… algo em que eu sentisse que teria um propósito. E nenhuma outra coisa vinha em meus pensamentos se não a própria "miseravi" da fotografia.


E lá fui eu…

- “oi fulano, tô pensando em virar fotógrafo o que acha?”

SÊ TÁ MALUCO?


- “oi família, gatíneos, vendedor de churrasco da esquina, motorista do ônibus, pasteleiro… estou planejando virar fotógrafo…”

ISSO É ILUSÃO

VOCÊ OROU?

VOCÊ É INTELIGENTE, PROCURE ALGO SÉRIO

JÁ VI VÁRIOS FOTÓGRAFOS DESISTIREM

VOCÊ CONHECE A INICIATIVA JEQUITI?


* Quero deixar claro que minha família apesar de ainda ter os dois pés atrás, me apoiam bastante em tudo e são especiais para mim. Eu entendo plenamente a dificuldade deles em compreender o que se passava em minha cabeça… e ainda passa.


Convicto, tomei um rumo diferente da maioria dos pretendentes a fotógrafos, não saí de cara gastando dinheiro com equipamentos ruins e desnecessários, eu fui é estudar. Sem dinheiro pra cursos, suguei tudo que vi pela internet… videoaulas, dicas, tutoriais, sites e livros. Antes de sequer pegar minha primeira câmera na mão eu já tinha lido o manual dela diversas vezes. Tudo isso me foi muito útil, me fez acelerar diversas etapas no aprendizado… dica valiosa para futuros malucos desejosos de virarem apertador do botão do shutter.


Planejei minha vida para os anos seguintes, basicamente foi: ter um emprego que pagasse minhas contas enquanto em paralelo eu criaria maturidade na fotografia adquirindo portfólio, espaço no mercado, etc. Fiz um planejamento bacana, meses, gastos, compras, onde eu queria chegar x onde eu estava, muitas coisas foram dentro do plano, outras fora, mas as coisas meio que se encaixaram, tortinhas mas se encaixaram.


E CHEGOU O MOMENTO


Chegou o momento de pisar em terra não muito firme, em escorregar um pouco e cuidar mais do equilíbrio… chegou o momento de se aventurar e curtir um pouco a viagem.


Fui demitido sim, mas nesse momento isso nem é algo ruim.

Adeus emprego equilibrado do dia a dia (obrigado a todos que me cuidaram de mim por onde passei).

Olar pobreza… ops…

Olar Vida De Fotógrafo.


Sendo bem honesto com todos que lerem isso aqui… eu ainda me acho muito ruim. Sim de verdade… (espero não perder clientes por conta disso 😱). Mas meu objetivo é melhorar, crescer, aprender e quando possível ensinar.

As coisas têm caminhado bem, em passos lentos mas bem.


O QUE MUDA PARA VOCÊ?

Vou poder melhorar meus prazos, melhorar meus estudos e por consequência a qualidade do trabalho, cuidar melhor de redes sociais, marketing, fanpage, sites, pós entrega, etc, etc, etc…


O QUE MUDA PRA MIM?

Meia hora a mais de sono, mais café, mais trabalho e um sorriso no rosto.


Só gostaria de finalizar dizendo que amo pastel, gatíneos e que vocês deveriam me contratar.

Beijo esposa, obrigado por aturar alguém tão estranho que nem eu.

Deus é top, obrigado Senhor.



“Ocupar-se de viver, ou ocupar-se de morrer”